A segurança pública em nossas mãos, todos somos responsáveis por ela

112 total views, 1 views today

Conheça um pouco mais das instituições públicas, em especial as que compõe a Segurança Pública em seu Estado, saiba como funciona e o que você pode fazer para torná-las ainda melhor.

Costumamos a falar mal de policiais militares civis ou militares quando eles exageram um pouco, pois é sabido que eles vieram do nosso meios, são nossos filhos, irmãos, tios, pais, mães, filhas, etc. A verdade é que todos, todos sem exceção somos passíveis de cometermos erros, exageros abusos, muitas vezes somos omissos ou coniventes, porém devemos nos policiar para que não deixamos espaços para nossa vaidade ou ignorância tomar conta de nós, pois no fim, todos pagamos as contas.

No Brasil ou no mundo a segurança pública de um povo começa, ou pelo menos deveria começar em casa, entre pais e filhos, esse é o papel dos país, educador, proteger, prover e promover, quando isso acontece, a redução nos índices de violência diminuem ou até ficam próximo do zero.

Porém, sabendo que somos humanos e sujeitos e erros, temos que ter um sistema de segurança que possa contribuir para que tenhamos um equilíbrio entre o bem e o mal, dai no Brasil cada estado tem sua Secretaria de Segurança Pública. Formada por pessoas do meio, pessoas que vivem em sociedade, como eu e você, são pessoas que são especialistas em suas respectivas áreas, porém sem perder a essência de suas raízes, origens que possa torná-los mais técnicos, porém humanizados.

É de responsabilidade do governo Estadual a criação de um grupo de pessoas que vão comandar essa Secretaria. Por isso é importante saber em quem votar para governador, deputados, senadores e presidente, pois serão deles a responsabilidade de nos proteger, protegendo a si mesmo, porém, nenhuma autoridade esta acima da lei, logo é de suma importância saber quem são os deputados, analisando-os para saber com que causa estão comprometidos, pois as leis precisam representar a vontade e a necessidade de seu povo.

No Estado são as policias civil, militar e a guarda municipal responsáveis pela nossa segurança, mais elas são regulamentadas pela constituição, seguindo tanto as leis nacionais, Constituição Federal, quanto a Constituição estadual e, no caso da GCM, leis municipais, porém os homens que vão dirigir essas forças são nomeadas pelos governos, estaduais e municipais.

No caso da Secretaria de Segurança Pública do Estado é formada da seguinte forma: Secretário de Estado da Segurança Pública, nomeado pelo Governador do Estado; Comandante Geral da Policia Militar, normalmente um Cel PM; Delegado Geral de Policia, no caso um delegado de policia com muitos anos de trabalho e bons serviços prestados.

Muitas vezes o Secretário fica sendo o responsável pela formação desse grupo, porém cabe ao governador de estado formar esse grupo, logo quando esses serviços não estão atendendo as necessidades da população, claro que a culpa é do governador por ter em seu grupo pessoas desqualificadas ou desmotivadas, por isso saber votar para governador é de suma importância.

Depois de formado esse grupo, também chamada de cúpula da segurança pública, temos os escalões menores, entretanto não de menor importância, dai podemos falar no caso da pm do Corpo de Bombeiros, Corregedoria da Policia Militar, Academia Militar, Escola de Sargentos da Pm, Batalhões, Comando de Policia do interior, Policias Rodoviárias, Batalhões de trânsito, todos de responsabilidade do Comandante Geral da Pm, no Caso do Estado de São Paulo tem como Comandante Geral o Cel. Marcelo Vieira Salles, a Pm teve muitos bons comandantes, porém um dos mais respeitados pela sociedade como um todo foi o Cel Camilo, grande homem, não atoa esta hoje como Deputado Estadual, não querendo desmerecer os demais, pois todos tiveram suas lutas e limitações.

Já na Policia Civil temos um delegado geral de policia, que depois nomeia os delegados seccionais, que por sua vez nomeiam os delegados regionais, além das diretores do DEIC e, demais instituições de segurança pública.

A Policia Civil, também chamada de policia judiciária, tem esse nome por ser dela a formação do inquérito policial, é dela apurar os crimes, investigar, ouvir e colher depoimentos de envolvidos, suspeitos, vítimas e testemunhas. Uma vez feita as investigações, são levadas ao Ministério Público Estadual que pode aceitar a denúncia ou recusá-la, vai depender de quão consistente e robustas são as provas colhidas no inquérito policial, uma vez ele aceitando a denúncia ele vai ter que oferecer a tal denúncia para o juiz da comarca.

A sociedade precisa da Policia, a policia precisa estar presente, dela depende tudo, principalmente a democracia que por meio da policia, da justiça protege o cidadão, seu patrimônio e seus direitos, logo, nós do Jornal Folha do Capão esperamos que a policia trate com respeito o cidadão, independente de sua condição atual, daquilo que ele esteja fazendo e, merece nosso respeito, não apenas no tratamento mas nas condições de trabalho, principalmente de trabalho, equipamentos, formação, porém de salário, pois é o dinheiro quem paga as contas, D’Quental.

Por Daniel Dantas/Sebrajor

Siga-nos nas redes sociais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *