A violência esta mais perto do que você pensa: dicas de segurança

30 total views, 1 views today

Nos dias de hoje estão matando mais:”matando por matar”, receba algumas dicas e saiba como viver mais e, com mais segurança.

Uma país em crise a violência aumenta, e, esse aumento se dá em razão do desemprego, da falta do poder público na periferia com projetos sociais, com falta de oportunidade e de esperança, tudo isso e, um vetor importante aparece, jovens sem ter o que fazer, famílias desestruturadas e, ausência do poder público= drogas, tráfico, crime se organizando, tudo isso como proteção da vida, então como viver em meio a esse caos?

Basta uma breve pesquisa na internet que você vai se deparar com todo tipo de crime, más, alguns deles poderia ser evitado, por isso, não se iluda, cuide-se, sua vida é o que interessa.

  • Celular: em um passado recente nos mostra que o crime mais praticado nas décadas de 1980 á 2000 era o roubo de rádios de carros, nesse mesmo período os ladrões, normalmente sem especialidade, viciados em drogas, despreparados para crimes de maior monta, roubavam walkman e, tênis, isso passou em parte, os dois primeiros tornou obsoleto, sem valor agregado, mas o tênis ainda tem sido motivo para roubos e algumas mortes;
  • Motos: O ladrão de moto é por si só muito jovem, violento e, normalmente jovens de classe média, jovens que não tiveram o braço firme dos país; excesso de amor, falta de limite, corda solta, lei da criança e do adolescente, falta de estudos, falta de emprego para os jovens e, obrigações dos país em trabalhar mais para sustentar os filhos, logo isso acabou que provocando um completo abandono dos filhos, sobrando para a sociedade esse tipo de criminosos;
  • Carro: O ladrão de carro tem se tornado cada vez mais violento, isso se deu pela razão de que nos dias de hoje os carros tem rastreadores, alarmes e travas, logo o que antes era feito por meio de furto, nos dias de hoje pelo roubo com emprego de armas com a vitima presente;
  • Saidinha de banco: esse é um tipo de crime que se tem registro nos últimos trinta anos, normalmente as vítimas desse tipo de crime são idosos que não gostam de usar o dinheiro de plástico, preferem dinheiro em espécie, entretanto, ainda têm empresas e pessoas que preferem retirar o dinheiro para efetuar compras e pagamentos em espécie, isso tem atraído cada vez mais um braço do crime, normalmente de jovens, entre 16 e 29 anos;
  • Residência: nos últimos anos esse tipo de crime tem acontecido cada vez mais, por isso todo cuidado é pouco, isso tanto para quem está chegando, quanto para quem esta saindo.  Porém outra habito que precisa ser avaliada é o famoso bati-papo no portão, prato cheio para quem gosta do alheio.

Para não ficar muito extenso esse post, vamos terminando por aqui, más não deixe de nos acompanhar que vamos dar a você dicas importantes de como evitar ou pelo menos minimizar se tornar a próxima vítima.

Sobre autor

Jornalista Investigativo, detetive particular e, membro da reserva do Exército Brasileiro.

Fonte:s2 investigação

Por Daniel Dantas

Siga-nos nas redes sociais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *