Assim se escolhe um imóvel para alugar ou para comprar, aprenda com o consultor imobiliário

    231 total views, 3 views today

    Consultor imobiliário ensina como fazer a melhor escolha de um imóvel, quer seja para comprar ou para alugar, nunca mais escolha errado.

    Esse é um momento difícil para todos, principalmente se você não tem tempo ou tem um orçamento limitado, por isso todo cuidado na hora da busca pelo imóvel ideal.

    A primeira coisa que precisa ser definido é se para alugar ou para comprar. Uma vez definindo isso, agora tem que definir valores, até que valor você pretende fazer a aquisição; no caso de locação, você precisa ter claramente suas necessidades e possibilidades para iniciar uma busca e não ser levado a fazer uma escolha errada e, no caso de compra, valores e formas de pagamento são fundamentais nessa etapa.

    Locação

    Vamos falar primeiro em locação. Alugar uma casa, um quarto, quarto e cozinha, apartamento; se sobrado ou casa térrea.

    O que você faz, onde trabalha, se trabalha e estuda, se tem filhos, a idade deles, onde estudam e, se já trabalham. Tudo isso precisa ser pensado para trazer o mínimo de desconforto possível à família, gostamos do novo, não significa que gostamos de mudar.

    Claro que tudo isso ainda vai depender do seu orçamento para custear essa locação, o ideal seria que um imóvel respondesse a todas as suas necessidades, provocando o mínimo de desconforto possível, logo a melhor opção seria continuar no próprio bairro, o grande problema é se a motivação de sua mudança tiver alguma relação com valores.

    Porém, se for esse o caso, mudanças para um bairro imediatamente ao lado do seu, ou mesmo com tamanho menor e, até o padrão do imóvel ser inferior pode ajudar.

    Agora o que precisa ser feito é fazer um busca por imóvel nas suas proximidades, tentando aproveitar o que de melhor existe em seu bairro, como por exemplo: escola dos filhos, creche, sistema de saúde e, claro, meio de transportes, podendo aproveitar isso, tudo certo.

    Porém, caso isso ainda não seja possível, então é procurar se adaptar à nova realidade, onde as mudanças impactam o quanto menos possível a família. Filhos não gostam de mudanças, principalmente filhos adolescentes: são os amigos, colegas, vizinhos, eles gostam de aproveitar o máximo possível, gostam de novas amizades, porém não gostam de ser inseridos em um ambiente descconhecido.

    Compra de imóvel

    Muita coisa que serve para a busca de imóvel para locação, serve também para a compra, entretanto a diferença está apenas nos valores do imóvel e, as condições de pagamento, se recursos próprios ou financiados.

    Por recursos próprios podemos definir ainda se reserva em espécie no sistema bancário; se teremos que desfazer de um imóvel ou carro para formar o completo da compra do imovel, por isso antes de qualquer pessoa precisa ser feito uma simulação na rede bancária, nessa simulação vamos ter uma idéia do valor a ser financiado pelo banco e, nossa capacidade real de pagamento.

    Outra coisa que todos precisamos entender é que ter um relacionamento com o banco em que se pretende pedir o financiamento faz toda a diferença. Quanto mais tempo for esse relacionamento e, quanto mais intenso ele for, melhores são as suas chances de levantar o empréstimo bancário.

    Como estamos falando em relacionamento bancário, tempo é fundamental, por isso procure abrir e manter uma conta bancária, com conta poupança e corrente com o banco. Por intensidade entendemos que quanto mais produtos e serviços você conseguir adquir do banco, melhor fortalece seu relacionamento, por isso procure fazer investimentos, obter cartão de crédito; cheque especial, invista em fundos de rendimento administrado pelo banco.

    Você fazendo isso por um determinado tempo, mesmo que em pequenos valores, o banco em questão por meio de seu gerente irá disponibilizar para você uma linha de crédito com taxas menores e, que caiba em seu orçamento.

    Nunca pegue dinheiro emprestado para ajudar na compra da casa, pois depois você vai ter duas dívidas, uma com o agente financeiro e outra com o agiota; o banco pode tomar a sua casa e sujar seu nome, já o agióta vai te apavorar, vai tirar sua paz, colocar cobradores em sua cola, quando não atentar contra a sua vida, lembre-se, não foi ele quem foi atrás de você, foi você quem foi atrás do dinheiro dele, por isso é justo que ele receba, só que com eles não existe inadimplência.

    Por fim, leia o artigo que fala sobre como financiar um imóvel.

    Jornal Roteiro Imobiliário dispões de consultor imobiliário para fazer um estudo sobre o seu caso, caso queira saber mais, ligue para Tel:(11) 5824-7505/ comercial@jornalroteiroimobiliario.com.br

    Por Daniel Dantas/Sebrajor

     

    Siga-nos nas redes sociais

       

      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *