Está na hora de agir, a hora de pensar já passou, militares do EB foram enviados para estudar…

    163 total views, 1 views today

    Por Daniel Dantas/Sebrajor

    Exército Brasileiro envia para Belo Horizonte militares do Comando Militar do Leste para estudar a melhor forma de participar de operações para resgate de corpos e sobreviventes na região do rompimento de Brumadinho (mg).

    Desde de 25 de janeiro, um dia após a tragédia que abateu sobre o povo mineiro no município de Brumadinho com o rompimento da barragem da Mina Feijão, onde provocou morte, destruição e desaparecimento de funcionários e moradores da região no último dia 24 de janeiro.

    Desde o primeiro momento o Comando Militar do Leste (CML) empregou um Helicóptero  EC 225 M Jaguar, da Aviação do Exército, que vem fazendo voos de reconhecimento da área em busca de corpos e possíveis sobreviventes.

    Também foram enviados para o local toldos e barracas de campanha, as que a força usa no emprego de operações militares e grandes tragédia, proporcionando apoio ao trabalho de identificação de corpos, além de equipamentos móveis de telecomunicações, que são compostos por telefones e rastreadores vias satélites, visto a grande dificuldade dos homens encontraram no local para fazer o trabalho de identificação, locomoção e resgate de corpos.

    Pois a maior dificuldade do ambiente está na falta do mínimo de estrutura para se locomover em terreno cheio de lama, barranco, falta de iluminação e de comunicação, por isso o emprego de meios militares dando apoio ao trabalho dos homens do corpo de bombeiros é fundamental.

     Representantes das Forças Armadas compõem o Centro Integrado de Comando e Controle na capital mineira (cuja coordenação geral está a cargo da Defesa Civil de MG), e acompanham todos os desdobramentos.

    Siga-nos nas redes sociais

       

      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *