Locais onde os imóveis valem mais que outros no Capão Redondo.

    22 total views, 1 views today

    Unasp

    Todo bairro tem lugares mais valorizados que outros, são bairros dentro do bairro, ruas ou avenidas. O bairro do Capão Redondo tem 13,6 quilômetros quadrados de área, são mais de 270 mil habitantes, com 61 parques, vilas e jardins, isso acontece nas capitais, onde os bairro são muito grandes, acabam que fundando novas pequenas vilas, desses 61 lugares os mais valorizados no Capão Redondo, são: Jardim IAE; Parque Maria helena e, Jd.Maracá.

    No Parque Maria Helena existem casas de alto padrão, são imóveis mais antigos do bairro, porém é um dos lugares mais acessível, fácil de chegar e sair, cortados pela Estrada de Itapecerica. Porém, no Parque Fernanda, algumas ruas são valorizadas, porém as duas ruas onde os imóveis tem maior valor agregado  são: Rua Silvia Farias Marcondes e, Rua João Batistas de Farias Marcondes, Rua Paulo Quastini e, Jardim IAE, onde às ruas Bracará e, avenida Felipe Carrillo Puerto.

    Um imóvel em uma dessas ruas, nesses bairros, tem valores ligeiramente maior do que em outras regiões do bairro. Por exemplo em quando o m² da área construída nos outros bairro chega ser em torno de R%780.00, nesses lugares o m² pode facilmente chegar entre R$1.500 à R$2.000.

    Claro que não basta estar nessas ruas, mas precisa ser bem construído, outro fator que faz com que um imóvel tem maior ou menor valo são casas germinadas, que valem menos que uma casa não germinada. Casa com duas vagas de garagem, valem mais que casa com 1 vaga. Outra coisa, três dormitórios, sendo 1 suite com 1 lavabo, também faz diferença.

    Casa térrea vale mais que sobrado e, terreno nessas ruas chegam a ter valor ligeiramente superior aos em que tem construção pronta.

    O que faz com que esses imóveis tenham valores ligeiramente maiores que em outras regiões do Capão Redondo são: 90% das casas da rua são imóveis bem construídos; moradores desses locais das classes B e, ficam longe ou pelo menos distantes de favelas e comunidades.

    Já os apartamentos que existem na região os valores ficam perto da casa dos R%250 mil, porém, se negociado esses apartamentos tem sido vendidos até R$200 mil, no caso apartamento particular, entretanto apartamento da Cohab Adventista, CDHU, seus valores estão na casa entre R$175 mil e R$145 mil, isso se o apartamento estiver quitado, caso contrário não se consegue financiamento e, estiver todo reformado, caso contrário os valores chegam perto de R$130 mil reais.

    Por exemplo no CDHU do Jardim Magdalena, um apartamento com 2 dormitórios, 1 vaga de garagem, todo reformado e, com apenas R$3.700 para ser quitado foi colocado à venda por R$95 mil há mais de 3 meses e não teve sequer uma oferta.

    Da mesma forma apartamento nas torres do jd.Amália, colocado à venda por R$250 mil, sequer teve em 2 meses uma única próposta, segundo pesquisa de intenção

    Fonte: Jornal Roteiro Imobiliário

    Por Daniel Dantas/Sebrajor

     

    Siga-nos nas redes sociais

       

      Deixe uma resposta

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *