Ministério Público de São Paulo divulga perfil e causas de pessoas de desaparecidas

47 total views, 2 views today

Programa de Localização e identificação de pessoas desaparecidas (P.L.I.D.).

No Brasil são registrados anualmente mais de 250 mil desaparecimentos de pessoas segundo a Associação Brasileira de Crianças Desaparecidas (ABPD). O problema é tão grave que podemos chamar de epidemia. Em 2015 o Ministério Público do Estado de São Paulo em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Delegacia Geral com o objetivo de identificar o perfil dos desaparecidos e as principais causas.

Sobre a pesquisa

Segundo pesquisa recentes a cada hora 8 pessoas desaparecem tem todo país. Em São Paulo o Ministério Público do Estado de São Paulo utilizando de suas competências, em parceria com a SSP/SP e a DG, realizou uma pesquisa analisando 24.261 BO’s sobre queixas de desaparecidos. Os dados foram coletados em Março de 2015, sobre os dados de boletins registrados nos anos de 2013 e 2014. A pesquisa levou em consideração apenas os BO’s de pessoas desaparecidas e não localizadas até o término de pesquisa.

Faixa etária dos desaparecidos

Foram analisados as faixas etárias de pessoas com idade de 01 à 99 anos. A faixa etária que mais teve pessoas desaparecidas foram entre 12 e 20 anos e entre 30 e 60 anos de idade.

Sexo e idade dos mais desaparecidos

Foi identificado pessoas do sexo masculino como sendo os que mais desaparecem, chegando um total de 14.625 pessoas, representando 60,3% do total da amostra analisada e 9.636 pessoas do sexo feminino desaparecidas.

Causas aparentes encontradas entre os desaparecidos

Segundo a pesquisa 74.4% dos casos analisados não tinham causa aparente para o desaparecimento, 21,4% dos desaparecidos tiveram como causa as drogas e, 4,1% doenças.

Relação e proporção dos desaparecidos

1 em cada 5 pessoas desaparecidas tinham relação com as drogas e, 1 em cada 20 com doenças.

Fonte:

Ministério Público Estadual de São Paulo

Site: http://www.detetiveedetetives.com.br

Por Daniel Dantas/Sebrajor

 

 

Siga-nos nas redes sociais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *