O que preciso fazer para me tornar um corretor de imóveis

70 total views, 1 views today

Corretor de imóveis é o profissional que vive de corretagem, nome dado a porcentagem pela mediação da venda, locação ou administração de imóveis.

No Brasil, assim como nos países democrático, pessoas compram e vendem coisas a todo tempo. Ao ato de vender produtos ou serviços da se o nome de vendedor, porém, isso é quando nos referimos a vendedores de móveis, eletrodomésticos, utensílios, carros, motos, aeronaves, roupas, assessórios, etc.

Entretanto, quando nos referimos a bens imóveis, como por exemplo: casas, apartamentos, chácaras, terrenos, sítios, fazendas, lojas, salas, salões, postos de combustíveis, por exemplo, tanto para alugar, vender ou administrar, precisamos falar com uma pessoa especialista nesta área e, a esse profissional damos o nome de corretor de imóveis.

Aqui em nosso país uma pessoa para se tornar corretor de imóveis precisa ter uma licença especial, para isso precisa se submeter a um curso, tirar notas boas, obter uma credencial, pagar uma taxa anual e, receber um número de inscrição no CRECI.

Curso de corretor de imóveis

Para conseguir passar com notas aceitáveis e poder ser inscrito no Creci, o futuro corretor de imóveis precisa fazer um ‘Cursos de Técnicas e Transação Imobiliária’ (TTI).
Como o profissional de Transação imobiliária vai precisar lidar com pessoas, fazer avaliações, entrar em contato com engenheiros, advogados, cartórios, fóruns, etc., é de vital importância que o futuro corretor de imóveis estude sobre leis, direito civil, direito constitucional, matemática, português, geografia,etc.

Como são muitas as matérias, esse curso é preparado pelo Creci ou, pelo menos supervisionado por ele, pois qualquer escola que quiser oferecer esse curso precisa de uma licença, autorização, quase que uma concessão para isso.

O que faz um corretor de imóveis

Um corretor de imóveis faz a captação de imóveis para venda, locação ou administração; o que vende uma agência de carro, não é carro? Então, o que comercializa um corretor; não é imóveis?

Logo, captar imóveis é o primeiro passo para qualquer corretor de imóveis, ou seja: precisa ter o que oferecer aos futuros clientes.

Uma vez de posse do produto precisa saber oferecer ao cliente, isso é parte da propaganda, quer seja com placas na frente de seu escritório ( imobiliária), quer seja na frente do imóvel a ser vendido ou alugado.

O corretor de imóveis precisa também saber fazer um contrato de locação, saber fazer uma pesquisa junto aos cartórios de registro de imóveis para saber se realmente pertence a quem diz ser dono; precisa saber fazer buscas na prefeitura sobre loteamentos, quadras, etc., estas são algumas das funções do corretor de imóveis.

Qual é a exigência para ser um corretor de imóveis

Pela complexidade do trabalho o curso de Técnicas em Transação Imobiliária (TTI) é de nível técnico, logo a pessoa interessada em se tornar um corretor de imóveis precisa ter o Ensino Médio completo.

Supletivo acelerado em sp

Além de precisar ter o ensino médio completo, muito embora não seja exigência, o corretor precisa ser uma pessoa dinâmica, de visão, articulador, comunicativo, de bom caráter, observador e, dado ao relacionamento humano, já que essa é uma função social.

Outra característica que se espera encontrar em um corretor de imóveis é a de querer sempre estar por dentro das notícias, principalmente vinculadas a economia, construção civil, leis municipais, pois é no município que toda a função do corretor se encerra, quer seja: intermediando negócios de compra, venda, administração residencial ou comercial.

CRECI

Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), é desse órgão a responsabilidade de credenciar escolas, oficializar a licença dos corretores de imóveis, fiscalizar o trabalho dos corretores, punir corretores, inclusive puni-los com o cancelamento no conselho de registro de maus profissionais, igual acontece com os conselhos da ordem dos advogados; Conselho Regional de Odontologia; Conselho Regional de Medicina; etc.

O futuro corretor vai precisar fazer um banco de horas de estágio em imobiliárias onde a presença de um corretor é indispensável. Esse corretor credenciado vai precisar assinar o estágio do corretor.

Depois de concluir o curso, o estágio, o corretor recebe um certificado de conclusão de cursos em Técnicas em Transação Imobiliária ( TTI), que dará a ele a capacidade para iniciar no campo de corretagem.

Onde um corretor de imóveis pode trabalhar

O Corretor pode trabalhar a partir de casa, montar um escritório ou abrir uma imobiliária, pode ainda atuar como corretor em incorporadoras, grandes imobiliárias, etc.

A maioria dos corretores preferem trabalhar em imobiliárias conceituadas, pois é dela a obrigação de toda a parte burocrática, bem como de divulgação e promoção do imóvel, ficando a cargo do corretor apenas dar atendimento ao cliente em um plantão, falando do lançamento do imóvel.

Já, outra parcela dos corretores preferem abrir seus próprios escritórios de corretagem, chamadas de imobiliárias e administradoras, pois, embora tendo mais trabalho, tem também mais liberdade de atuação e, maiores comissões por imóvel vendido, locado e, administrado.

Quanto tempo uma pessoa precisa estudar para ser um corretor de imóveis

O tempo médio da formação de um corretor de imóveis é por volta de 12 meses, isso é, do aluno que já concluiu o ensino médio, caso contrário ele poderá fazer em 18 meses o ensino médio e o curto técnico.

Embora seja possível, porém é muito difícil encontrar em uma única escola os dois cursos juntos, na maioria dos casos você vai ter que fazer um supletivo, que pode ser a distância, semi-presencial ou presencial e, paralelamente concluir o curso de Técnica em Transação Imobiliária ( TTI).

Aqui vale a pena dizer aos futuros alunos que nunca é demais observar junto ao CRECI se a escola em que ele pretende estudar tem autorização do CRECI para funcionar, pois já vi casos em que a escola tinha dado entrada no órgão pedindo autorização, esperando o parecer da junta do órgão e, mesmo antes disso acontecer já colocava o curso a disposição de interessados, só que depois, com o passar do tempo a autorização de funcionamento não vinha e, o aluno ficava com o prejuízo, por isso, fale com o pessoal do CRECI, acesse a página do órgão na internet e, veja como esta as condições da escola perante ao órgão.

Por Daniel Dantas/Sebrajor

Siga-nos nas redes sociais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *