Confusão na posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro: gaz de pimenta teve que ser usado

Confusão na posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro: gaz de pimenta teve que ser usado

 

78 total views, no views today

Um forte esquema de segurança não foi o suficiente para evitar a presença de pessoas estranhas ao evento em em local reservado apenas a imprensa, causando tumulto.

A policia militar do distrito federal foi chamada para retirar da frente do local onde bolsonaro fará uma discurso após o recebimento do cargo, pessoas não autorizadas junto da imprensa, são apoiadores de bolsonaro que conseguiram chegar até o local.

Esse pessoal foi convidado a deixar o local como se recusaram a fazer por conta própria, tendo em vista que mesmo sendo apoiadores de bolsonaro poderiam trazer riscos a segurança do presidente, sem contar que eles, já estavam se desentendo com a imprensa, chegando a agredir verbalmente repórteres e fotógrafos com palavra de baixo calão.

Isso mostra que o inimigo pode estar jundo dos amigos, por isso a força teve que ser usada pela policia militar que lançou gaz de pimenta na multidão. No incidente uma pessoa desmaiou e, segundo um homem que estava no local uma criança foi atingida por uma lata arremessada por alguém.

Só puderam ficar no local os jornalistas e, cadeirantes com os seus acompanhantes, o restante foram incentivados a deixar o local, claro que alguns com mais pressa do que quando entraram.

Fonte: EBC

Por Daniel Dantas/Sebrajor

    Cinco jornalistas deixaram a cobertura presidencial por falta de liberdade de imprensa

    Cinco jornalistas deixaram a cobertura presidencial por falta de liberdade de imprensa

     

    23 total views, no views today

    Cerimonia de posse do presidente eleito veio cheio de medos, dúvidas e censura, mostrando como será a volta dos militares ao poder, mostrando a que tudo será diferente no país.

    Cinco jornalistas, sendo quatro estrangeiros e um brasileiro abandonaram a cobertura presidencial em protesto contra as rígidas medida de segurança tomada pela organização do evento.

    Entre os jornalistas que pediram para deixar o local da cobertura estão jornalistas francesas, chineses e brasileiros. Segundo os jornalistas que pediram para deixar o local, muitos problemas para essa cobertura, pois falta estrutura para cobertura de água à tomadas para recarregar equipamentos.

    Outro fato que fizeram que eles pediram para sair também está o fato de que não poderão circular pelo ambiente onde as autoridades vão está ou chegaram, além disso não terão liberdade para entrevistar ou fotografar autoridades.

    Com a chuva que deságua sobre a capital federal, mostrando um possível prenúncio de tempos piores para a liberdade de expressão no país com a volta dos militares no poder, os jornalistas não terão acesso a lanche, água ou qualquer outro coisa do gênero, mostrando que a preocupação agora está em proteger Jair Messias Bolsonaro dos repórteres, com medo de que alguns deles pudessem atacar o presidente com alimentos, cometendo terrorismo com:”laranjas”.

    Toda a imprensa recebeu um só tratamento, tendo que chegar as 7h da manhã para ser passado por uma revista minuciosa, pessoal e de bagagem, que depois seriam embarcados em um ônibus e transportados para o confinamento, tendo que trabalhar mais de 14 horas em cobertura jornalística.

    Isso mostra pode apontar mudança na tratativa com a imprensa no governo militar que acabou de ser empossado, mostrando que a imprensa não terá um local de destaque no governo. Podendo sofrer liberdade de expressão, censura, confisco e boicote ao trabalho dos jornalistas de uma forma geral.

    Por Daniel Dantas/Sebrajor

     

      Fator previdênciário mudou, a partir de hoje, 31/12, passa de 85/95 para 86/96

      Fator previdênciário mudou, a partir de hoje, 31/12, passa de 85/95 para 86/96

       

      63 total views, no views today

      Quem der entrada a partir de hoje vai ter que trabalhar um pouco mais, pois o fator previdênciário mundou, passando de 85/95 para 86/96 para aposentadoria integral.

      De acordo com a lei 13.183/2015 que colocou a nova fórmula para calcular o valor e tempo de contribuição para aposentadoria que muda a cada dois anos, passou a valer a partir de hoje (31), passando de 85/95 para 86/96 como calculo previdênciário.

      Até ontem, dia 30 de dezembro quem desse entrada na aposentadoria, precisava estar de acordo com o seguinte cálculo: mulher, 35 anos de contribuição mais 50 anos de vida, total 85 anos; homens: 35 anos de contribuição, mais 60 anos de vida, total, 95 anos, agora, aumentou um pouquinho. Mulheres terão que contribuir 35 anos e, ter mais de 51 anos de vida, homens terão que ter 35 anos de contribuição mais 62 anos de vida.

      Já na nova lei previdênciária onde Jair Bolsonaro quer mudanças homens ou mulheres terão que contribuirem 40 anos de trabalho e ter no mínimo 65 anos de idade.

      Por Daniel Dantas/Sebrajor

        Jair Bolsonaro vai lutar para redução da maioridade para menores infratores

        Jair Bolsonaro vai lutar para redução da maioridade para menores infratores

         

        108 total views, no views today

        Em entrevista no programa de luciana Ximenes em 2016, então como deputado federal, Jair messias Bolsonaro defendeu a redução da maioridade para menores infratores, passando de 18 para 16 anos, para eles responda como adulto.

        No Brasil menores de 18 anos não são tidos como criminosos e, sim como infratores, podendo pegar no máximo 3 anos de medidas sócio educativas.

        No ocasião em jair bolsonaro defendeu a redução da maior idade para infratores foi em razão de uma discussão entre ele e a então a Senadora Maria do Rosário (PT), havia defendido a manutenção do atual regime. Assista ao vídeo do programa na íntegra.

         

          Base da pm do jardim raniere, Capão Redondo participa do natal na região

          Base da pm do jardim raniere, Capão Redondo participa do natal na região

           

          55 total views, no views today

          Por Daniel Dantas/Sebrajor

          Mostrando seu lado humano, no último dia 22 policiais militares da base do Jardim Raniere, participaram do Natal Feliz no Capão Redondo.

          Uma iniciativa que já se tornou uma tradição, os pm do 37º BPM/M, Capão Redondo, todos os anos buscam trazer alegria às crianças do Jardim Raniere, promovendo o natal feliz. Jardim Raniere, no Capão Redondo é uma região no extremo zona sul de sp, extremamente carente e, por consequência o índice de violência na região tem uns dos mais altos índices de violência da região. Na tentativa de se aproximar mais da comunidade, os policiais militares não tem medido esforços para se aproximarem da comunidade de forma saudável, mostrando seu lado humano, afinal são país, filhos e avós, antes mesmo de serem defensores da constituição.

          Com a iniciativa, 1300 lares vão ter um natal menos sofrido, foram arrecadadas 1.300 cestas básicas, além de centenas de brinquedos. Vestidos a caráter e, em viaturas os pm fizeram a distribuição dos alimentos e brinquedos á comunidade, trazendo um momento de paz, alegria e felicidade ao bairro.

          Fonte e imagens:Blog da pm e site Scoopnest

          Daniel Dantas/Sebrajor